Óleo Essencial de Rosa do Marrocos QUINARÍ
  • rosa_marrocosoe

Óleo Essencial de Rosa do Marrocos QUINARÍ

R$530,80R$4.800,00

Na aromaterapia, o óleo essencial de rosa do Marrocos QUINARÍ é considerado um excelente óleo calmante, relaxante e rejuvenescedor.

Limpar Seleção
REF: 682 Categoria
000
Nome do Produto: Óleo essencial de rosa do Marrocos QUINARÍ
Nome em Inglês: Rose essential oil
Nome Científico: Rosa centifolia
Número de Registro na ANVISA: 25351.280764/2018-57
Código de Barras: 789845269 465 5
Origem: Marrocos
Método de extração: Arraste de vapor das pétalas das flores
Descrição: Líquido amarelado ou esverdeado, com forte odor de rosa
Aromaterapia: É considerado um excelente óleo calmante, relaxante e rejuvenescedor.
Principais componentes: Citronelol (citronellol) e geraniol
100% Puro Não Testado em Animais

 

Rosa

A rosa (Rosa centifolia, Rosa damascena e Rosa gallica) foi possivelmente a primeira planta usada na destilação creditada a Avicenna, médico árabe do século X. Era uma planta muito popular no Oriente, cujos guerreiros persas enfeitavam seus escudos com rosas vermelhas. Ela foi, por muito tempo, um símbolo de amor e pureza – razão pela qual suas pétalas ainda são lançadas sobre os noivos nos casamentos para garantir uma união feliz. A rosa era usada como recurso facilitador na meditação e oração, pois, segundo a história, São Domingos foi visitado pela Virgem Maria em uma visão mística e recebeu o primeiro rosário – cada conta era perfumada com rosas. Atualmente, a produção de óleo concentra-se no Marrocos, Turquia, Bulgária e França.

Óleo Essencial de Rosa

O óleo essencial de rosa é um excelente tônico para o útero, aliviando a tensão pré-menstrual, aumentando as secreções vaginais e regulando o ciclo menstrual. Sua ação benéfica na infertilidade também ajuda a tratar problemas masculinos. Ajuda a tratar problemas sexuais, em especial frigidez e impotência, aliviando a tensão e o estresse internos, através da liberação da dopamina, o hormônio da felicidade. Parece ter uma ação tônica sobre o coração ao ativar a circulação sanguínea lenta, aliviando a congestão cardíaca e tonificando os vasos capilares. Equilibra e fortalece o estômago durante abalos emocionais. E, através de sua ação anti-séptica e purgativa, ajuda a limpar o canal alimentar. O óleo essencial de rosa é útil para todos os tipos de pele, embora seja especialmente benéfico para peles maduras, secas, ásperas ou sensíveis. Sua qualidade tônica e suavizante ajuda a tratar inflamações e sua ação constritora sobre os vasos capilares constitui um tratamento valioso para capilares rompidos. Na perfumaria fina, este óleo é um componente valiosíssimo, o qual é empregado nas mais finas formulações – sempre dando à eles o clássico e irresistível toque floral.

Aromaterapia

O uso dos óleos essenciais para fins medicinais é conhecido desde a remota antiguidade. Há registros pictóricos de seis mil anos atrás, entre os egípcios, de práticas religiosas associadas à cura de males através destes óleos. De acordo com Tisserand e Young (2014) em “Essential Oils Safety”, os óleos essenciais estão no domínio público por mais de 100 anos e atualmente cerca de 400 óleos são empregados na fabricação de cosméticos, produtos farmacêuticos, alimentos, bebidas, materiais de limpeza e na indústria dos perfumes. Destes, cerca de 100 óleos essenciais são regularmente empregados na aromaterapia contemporânea. A aromaterapia, conforme Jane Buckle (2014) em “Clinical Aromatherapy”, é uma terapia multifacetada que visa proporcionar bem-estar e/ou a cura de enfermidades por meio da utilização dos óleos essenciais.

A palavra “aromaterapia” foi criada por René-Maurice Gattefossé, um engenheiro químico formado pela Universidade de Lyon e um dos primeiros estudiosos das propriedades terapêuticas dos óleos essenciais. Ela apareceu pela primeira vez na edição de dezembro de 1935 na revista “L’Parfumarie Moderne”, a qual também nomeou uma coluna de artigos escritos por Gattefossé ao longo de 1936. Em seguida, o termo “aromaterapia” foi também bastante utilizado por Marguerite Maury (1961), uma enfermeira, e por Jean Valnet (1976), um médico, que contribuíram imensamente para o avanço (e popularidade) da aromaterapia clínica, demonstrando a sua eficácia no tratamento de várias moléstias. De lá para cá, a aromaterapia se encorpou e ganhou respaldo técnico-científico. Atualmente, ela é bastante popular na Europa, em especial na França e Inglaterra, e vem ganhando cada vez mais adeptos em todas as partes do mundo.

leia-mais

Informação Adicional

Peso 300 g
Dimensões 10 x 10 x 10 cm
Conteúdo

100ML, 10ML