Óleo Essencial de Sândalo Amyris QUINARÍ
  • sandalo_10ml

Óleo Essencial de Sândalo Amyris QUINARÍ

R$59,70R$448,70

Na aromaterapia, o óleo essencial de sândalo amyris QUINARÍ é considerado relaxante, calmante, anti-inflamatório e repelente de insetos. Também pode atuar como afrodisíaco.

Limpar Seleção
REF: 00694x Categorias ,
000
Nome do Produto: Óleo essencial de sândalo amyris QUINARÍ
Nome em Inglês: Amyris essential oil
Nome Científico: Amyris balsamifera
Número de Registro na ANVISA: 25351.436422/2017-14
Código de Barras: 789845269 458 7
Origem: Haiti
Método de extração: Arraste de vapor da madeira
Descrição: Líquido amarelo, viscoso, de odor amadeirado doce e suave
Aromaterapia: Óleo relaxante, calmante, anti-inflamatório e repelente de insetos. Também pode atuar como afrodisíaco.
Principais componentes: Valerianol
100% Puro Não Testado em Animais

 

Óleo Essencial de Sândalo Amyris

O amyris cresce em estado selvagem nas encostas das montanhas do Haiti. Encontrado normalmente em pequenos bosques cerrados, é uma sempre-verde com delicadas flores brancas, mas é a casca que produz a preciosa resina. É considerado o Sândalo da Índia Ocidental, embora não pertença à família das santaláceas. As diversas regiões produzem tipos de óleos ligeiramente diferentes cuja qualidade depende basicamente da umidade interna e da idade da árvore. Se o tronco tiver raízes pouco profundas, há uma redução do óleo. As propriedades terapêuticas do óleo essencial de sândalo amyris vão um pouco além das suposições baseadas na semelhança com o sândalo verdadeiro. Isso indica uma característica sedativa que também está associada às suas notas básicas; o qual é empregado como fixador em perfumes. Sua natureza antiespasmódica se associa à característica calmante e, como o sândalo, pode aliviar a tosse e problemas no peito. Também pode ter efeito hipotensor, ajudando a baixar a pressão arterial em caso de hipertensão. O amyris é anti-séptico e pode ajudar a prevenir infecções.

Aromaterapia

O uso dos óleos essenciais para fins medicinais é conhecido desde a remota antiguidade. Há registros pictóricos de seis mil anos atrás, entre os egípcios, de práticas religiosas associadas à cura de males através destes óleos. De acordo com Tisserand e Young (2014) em “Essential Oils Safety”, os óleos essenciais estão no domínio público por mais de 100 anos e atualmente cerca de 400 óleos são empregados na fabricação de cosméticos, produtos farmacêuticos, alimentos, bebidas, materiais de limpeza e na indústria dos perfumes. Destes, cerca de 100 óleos essenciais são regularmente empregados na aromaterapia contemporânea. A aromaterapia, conforme Jane Buckle (2014) em “Clinical Aromatherapy”, é uma terapia multifacetada que visa proporcionar bem-estar e/ou a cura de enfermidades por meio da utilização dos óleos essenciais.

A palavra “aromaterapia” foi criada por René-Maurice Gattefossé, um engenheiro químico formado pela Universidade de Lyon e um dos primeiros estudiosos das propriedades terapêuticas dos óleos essenciais. Ela apareceu pela primeira vez na edição de dezembro de 1935 na revista “L’Parfumarie Moderne”, a qual também nomeou uma coluna de artigos escritos por Gattefossé ao longo de 1936. Em seguida, o termo “aromaterapia” foi também bastante utilizado por Marguerite Maury (1961), uma enfermeira, e por Jean Valnet (1976), um médico, que contribuíram imensamente para o avanço (e popularidade) da aromaterapia clínica, demonstrando a sua eficácia no tratamento de várias moléstias. De lá para cá, a aromaterapia se encorpou e ganhou respaldo técnico-científico. Atualmente, ela é bastante popular na Europa, em especial na França e Inglaterra, e vem ganhando cada vez mais adeptos em todas as partes do mundo.

Informação Adicional

Peso 300 g
Dimensões 10 x 10 x 10 cm
Conteúdo

100ML, 10ML