Óleo Vegetal de Macadâmia QUINARÍ

Óleo Vegetal de Macadâmia QUINARÍ

R$38,70R$159,70

O óleo vegetal de macadâmia QUINARÍ é um excelente antioxidante, pois protege os lipídeos da pele contra a peroxidação. Por isto, é bastante utilizado contra o envelhecimento celular. Também, protege a pele da perda excessiva de água.
>> Prensado a frio <<

Clear
REF: 002519 Categoria:
000
Nome do Produto: Óleo Vegetal de Macadâmia QUINARÍ
Nome em Inglês: Macadamia Nut Oil
Nome Científico: Macadamia integrifolia
Parte da Planta Utilizada: Sementes
Método de Extração: Prensagem a frio
País de Origem:
Componentes de destaque: Ácido graxo oleico (ômega-9) e ácido graxo palmitoléico (lipocina).
Aromaterapia: Trata-se de um excelente antioxidante, pois protege os lipídeos da pele contra a peroxidação. Por isto, é bastante utilizado contra o envelhecimento celular. Também, protege a pele da perda excessiva de água.
Número de Registro na ANVISA:  25351.642489/2019-51
Código de Barras:  789845269 683 3
Hidrolato 100% Puro

Óleo de Macadâmia

A macadâmia (Macadamia integrifolia) é uma árvore de porte alto, nativa da Austrália e muito predominante no Havaí. Seu fruto, também chamado de macadâmia, é uma noz fina envolta em uma casca. As macadâmias contêm uma ampla variedade de minerais e componentes benéficos ao nosso organismo, como potássio, fósforo, cálcio, magnésio, vitaminas e proteínas, cuja composição pode variar de acordo com o local de crescimento da árvore. O fruto da macadâmia é composto por 75% de óleo natural, o qual é extraído por prensagem a frio ou por solventes. Tal óleo é semelhante ao azeite de oliva em sua composição e é frequentemente descrito como “óleo bom”, pois contêm baixos níveis de gorduras saturadas e altos níveis de gordura monoinsaturadas. A princípio, pode não chamar muita atenção, já que seu carro chefe é o ácido oléico, uma gordura muito comum presente nos óleos de amêndoas, avelãs e oliva. Contudo, este óleo possui um ácido graxo raro no mundo dos óleos, o ácido palmitoléico. Este ácido graxo é encontrado no óleo de macadâmia em teores de 16-23% e no óleo de espinheiro do mar (Hippophae rhamnoides L.) a 40%, além de existir no tecido adiposo de animais e seres humanos. Pelo fato do óleo de espinheiro do mar ser raro e caro no mercado, a melhor fonte disponível na atualidade é o óleo de macadâmia.

Óleo de Macadâmia na Aromaterapia

ácido palmitoléico representa cerca de 20% do total de ácidos graxos do sebo humano, cuja quantidade diminui significativamente com o envelhecimento.  Ou seja, à medida em que o tempo passa e o envelhecimento ocorre, reduz-se a quantidade desse ácido graxo na pele (e no organismo) e surgem mais radicais livres que oxidam o ácido palmitoléico a 2-nonenal, que é responsável pelo “cheiro da pele que se acentua com a idade”. Por isto, na aromaterapia,  o óleo de macadâmia é bastante utilizado com o objetivo de diminuir o envelhecimento celular e da pele. Afinal, ele promove uma diminuição da inflamação e da formação das metaloproteinases associadas à degradação do colágeno e elastina, que tornam a pele flácida e envelhecida. Também, este óleo é capaz de proteger os lipídeos da pele contra a peroxidação, inibindo a formação de radicais livres, sendo um dos principais responsáveis pela hidratação e prevenção da perda de umidade da pele, garantindo o seu metabolismo e aparência saudável, além de apresentar propriedades regenerativas.

Abaixo uma dica de formulação rejuvenescedora com óleo de macadâmia:

– 30 mL de óleo vegetal de macadâmia;
– 5 gotas de óleo essencial de lavanda;
– 1 gota de óleo essencial de gerânio;
– 1 gota de óleo essencial de rosa.
Passar nos locais de interesse 1 vez por dia, de preferência a noite antes de dormir.

Informação adicional

Peso Não aplicável
Dimensões Não aplicável
Conteúdo

, ,